S. Julião
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde

Calendário

<<  Fevereiro 2018  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
     1  2  3  4
  5  6  7  8  91011
12131415161718
19202122232425
262728    

Mapa

Coordenadas GPS:

40º36'21''N
7º45'57''W

Ver mapa aqui.

Entrada



Visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1087
mod_vvisit_counterOntem1681
mod_vvisit_counterEsta semana10458
mod_vvisit_counterEste mês43090
mod_vvisit_counterTotal3993339
Visitors Counter 1.5
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

HOMILIA DO 13º DOMINGO COMUM (ANO A)

Antes de enviar os seus apóstolos em missão, Jesus dá-lhes alguns conselhos, como já tivemos a oportunidade de meditar no domingo passado. Os seus apóstolos são discípulos missionários. Todos aqueles que são batizados foram escolhidos por Deus para serem discípulos de Jesus Cristo e membros da sua Igreja. Ser discípulo pode resumir-se em três verbos: conhecer, amar e seguir Jesus (S. Efrém). E ser missionário não será somente cumprir determinadas tarefas, mas viver como enviados de Jesus Cristo. No evangelho, Jesus afirma: “Quem vos recebe, a Mim recebe; e quem Me recebe, recebe Aquele que Me enviou”. Jesus é o enviado do Pai e o discípulo é o enviado de Jesus. Ser enviado não é somente uma atividade a exercer mas uma missão que configura a identidade da pessoa. O enviado é igual àquele que o envia. Não é uma igualdade jurídica, não é o fruto de uma concessão de poderes, mas é uma igualdade profunda, de identificação com Cristo. No seu enviado, é o próprio Cristo que fala e atua. A partir desta afirmação, temos de entender as palavras do texto do evangelho deste domingo.

Se a pessoa de Jesus é o centro da vida do discípulo, se fomos incorporados Nele, como diz a segunda leitura, Jesus Cristo terá sempre a primazia na nossa vida; tudo o resto é relativo, até o que, para nós, tem mais valor, como a família. A nossa vida fica marcada por Jesus Cristo e a nossa alegria será anunciar Jesus a todos, especialmente à nossa própria família. Se não nos deixamos enviar a evangelizar a tempo inteiro e com total disponibilidade não somos dignos do Senhor e do seu chamamento! Faremos, sem dúvida, “coisas bonitas”, mas seremos uma desilusão para Jesus e para a Igreja, ou seja, para aqueles que esperam algo de Deus ou dos seus representantes mais próximos. Outra condição que Jesus propõe aos seus discípulos é “carregar a cruz”. Esta exigência tem diversas versões: as cruzes pessoais da vida; as cruzes da missão apostólica; partilhar as cruzes das pessoas que estão à nossa volta…Então, em que ficamos? Uma vez mais, em “ser dignos de Jesus”, em estar à altura do seu exemplo, por palavras e por obras. Quem olha para o Crucificado deixa de ter dúvidas: seguir Jesus até ao fim, dando a vida. Finalmente, o discípulo enviado em missão não será prisioneiro de si mesmo, fechado no seu egoísmo, escravo da sua realização pessoal. Porquê? Porque a sua vida e a sua felicidade estão nas mãos de Deus, porque Jesus convida-nos a esquecer-nos de nós próprios para “nos encontrarmos” nos outros, especialmente nos mais pobres e abandonados.

Na primeira leitura, a mulher de Sunam acolheu o profeta Eliseu como “um santo homem de Deus”. Ofereceu-lhe a sua casa e o profeta recompensou-a com a promessa divina de um filho: “No próximo ano, por esta época, terás um filho nos braços”. Os discípulos missionários enviados pelo Senhor na sua Igreja não podem oferecer “nem ouro nem prata” nem soluções para todos os problemas. Mas, como o profeta Eliseu, podem ser os intercessores diante do Senhor em favor dos outros, implorando soluções para um futuro mais risonho. Esta é a nossa certeza: tanto os discípulos como os outros (evangelizadores e evangelizados) serão sempre recompensados pelos grandes e pequenos gestos realizados, em nome de Deus, a favor dos que mais precisam.

Cónego Jorge Seixas

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

HOMILIA DO 12º DOMINGO COMUM (ANO A)

No texto do evangelho, estamos a ouvir passagens do Sermão da Montanha, proferido por Jesus no início da sua vida pública; é o sermão programático da sua missão. Neste domingo, é proclamada a parte em que Jesus envia os Doze em missão e apresenta-lhes as tarefas que terão de cumprir, dando-lhes, para isso alguns conselhos oportunos. Recorda-lhes, de uma forma resumida, a opção que tomaram, o estilo de vida e a postura pública a ter. Nunca poderão esquecer que, por Jesus, são enviados pelo Pai. Trata-se agora de imitar o Mestre pondo em prática os seus ensinamentos e imitá-lo nas ações. Porém, neste domingo, por três vezes, Jesus dá-lhes coragem e confiança, dizendo: “Não tenhais medo”.

Continuar...
 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Dia do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo

Grande manifestação de Fé

IMG 7678 800x600

“Ele é o Filho do homem, o Servo sacrificado que, com a sua humilde humanidade, percorre as nossas ruas e aproxima-se de cada um de nós, dizendo-nos: Come-me, quero ser a tua vida!”.

IMG 7632 800x600 

No dia 15 de junho, Dia do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo realizou-se na Paróquia de Mangualde na Missa das 11h00 a Primeira Comunhão e às 18h00 a Procissão do Corpo de Deus onde participaram centenas de fiéis.

IMG 7643 800x600Neste dia 74 crianças, que frequentaram o 3º ano da Catequese, receberam pela primeira vez Jesus na Hóstia Consagrada.

As crianças, como já é habitual, estiveram em destaque, era dia de festa. Um momento especial como alguns referiram: “ … vou receber Jesus pela Primeira vez …”. O branco destacou estas meninas e meninos que aguardavam com ansiedade este momento que prepararam ao longo destes três anos.

O Rev. Cónego Jorge Seixas, pároco de Mangualde neste dia dirigiu-se particularmente a eles, salientando: “ … nem só de pão vive o homem, Deus quis-nos dar outro pão – Eu Sou o Pão Vivo que desceu do céu, isto é o Meu Corpo …”, explicando-lhe a importância da Eucaristia que nos alimenta e modifica a nossa maneira de viver.

No momento da comunhão as crianças receberam Jesus pelas mãos do Rev. Cónego Seixas,“ … Este Jesus que percorre as nossas ruas e aproxima-se de cada um de nós, dizendo-nos: Come-me, quero ser a tua vida!”.

Seguidamente as crianças agradeceram este momento com bonitos cânticos: “Eu gosto de Ti ó Jesus …”, “ Eu quero ter um coração bonito ….”

Os cânticos, como já é habitual estiveram a cargo do Grupo Coral.

No final o Rev. Cónego Seixas pediu uma salva de palmas para estas crianças e seus catequistas.

Emocionado despediu-se desta caminhada que durante anos viveu intensamente com centenas de crianças, jovens e restante comunidade, salientando: “ é Jesus que nos envia”.

Uma salva de palmas ouviu-se na assembleia, como forma de agradecimento.

IMG 7690 800x600

Da parte da tarde decorreu a Adoração Eucarística e às 18h00 deu-se o início à Procissão do Corpo de Deus que percorreu as principais ruas da cidade com participação da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Mangualde, crianças e jovens da catequese acompanhados dos seus catequistas, Escuteiros, FNA, Guias de Portugal, Apostolado de Oração, Acólitos e Diáconos, Banda Filarmónica Lobelhense, muitos fiéis que acompanharam em grande manifestação de fé o Corpo de Deus.

IMG 7723 800x600

IMG 7736 800x600

 

IMG 7707 800x600

IMG 7753 800x600

IMG 7843 800x600

No final na praceta da Igreja, receberam a bênção do Santíssimo Sacramento.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Profissão de Fé

IMG 7275 800x600

IMG 7317 800x600

No dia 11 de junho, Dia da Santíssima Trindade, realizou-se na Paróquia de Mangualde a Profissão de Fé na missa das 11h00.

 59 jovens do 6º ano da catequese assumiram, por decisão pessoal, a escolha que os pais fizeram por eles no Batismo.

Os jovens ocuparam a parte central da Igreja e o Rev. Cónego Seixas dirigiu-se de uma maneira particular a estes jovens que estavam em Festa lembrando o seu batismo, data a partir da qual passaram a pertencer à grande família da Igreja.

Salientando: “Fomos batizados na fé dos nossos pais, nesse dia o pai acendeu a vela no Cirio Pascal, é a vela mais importante, representa Jesus Ressuscitado. O Espirito Santo habita em nós desde esse dia.

Os pais e padrinhos professaram a fé por vós, agora sois vós que ides renovar esses votos.

E questionou: Vós acreditais em Deus? Ao qual os jovens responderam sim. Então expliquem o que é Deus.. fez-se silêncio e a assembleia ficou um pouco comprometida.

Deus é amor, Deus é clemente e cheio de misericórdia … procurai ser amigos de Deus nos momentos de alegria e de tristeza.”

Na devida altura os pais acenderam um a um a vela do batismo dos filhos no Círio Pascal entregando-a de seguida, comprometendo-se assim a viverem em Cristo. A Igreja ficou iluminada.

Os cânticos estiveram a cargo do Grupo Coral da Paróquia de Mangualde.

No final o Rev. Cónego Jorge Seixas felicitou os jovens, bem como os catequistas pedindo uma salva de palmas.

IMG 7331 800x600

Agradeceu ao Grupo Coral a bonita participação que neste dia contou com vários instrumentistas que também fizeram a Profissão de Fé.

   Apelou a toda a comunidade que participem na Procissão do Santíssimo Corpo de Deus.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

124 jovens receberam

o Sacramento do Crisma

 No dia 5 de junho, na Igreja Paroquial de Mangualde, pelas 16h00, foram crismados 124 jovens do Arciprestado de Mangualde, sendo 56 da Paróquia de Mangualde, por D. Ilídio, Bispo de Viseu e Rev. Cónego Jorge Seixas, Pároco de Mangualde.IMG 0097 800x600

Pelas 17h45, D. Ilídio Leandro, Bispo de Viseu foi recebido à entrada do Complexo Paroquial, pelo Rev. Cónego Jorge Seixas, Pároco de Mangualde, Pe. Nuno Azevedo, Arcipreste da Beira Alta, juntamente com outros sacerdotes do arciprestado, diáconos e catequistas.

IMG 0090 800x600

Nas escadas da Igreja foi recebido pelos jovens que lhe dirigiram algumas palavras e ofereceram-lhe um ramo de flores.

A Igreja Paroquial estava cheia de fiéis, sendo a parte central ocupada pelos jovens que neste dia iam receber o Espirito Santo.

IMG 0113 800x600

IMG 0153 800x600

A celebração foi presidida por D. Ilídio Leandro e as suas primeiras palavras foram de saudação a todos os presentes, mas em especial para estes crismandos, vindos de diversas paróquias do Arciprestado, bem como aos párocos, catequistas, pais e padrinhos dos crismandos que os acompanham na sua vida cristã.

Salientou o papel importante dos jovens na sociedade … “a Igreja precisa de vos …, não tenham medo sigam o chamamento do Senhor …”

Chegado o momento da celebração do sacramento do crisma, D. Ilídio delegou ao Rev. Cónego Jorge Seixas, também esta missão.

IMG 0161 800x600

E, em duas filas, os crismandos dirigiram-se ao altar acompanhados dos padrinhos, para receberem o Espírito Santo, através da imposição das mãos de D. Ilídio e do Rev. Cónego Seixas e a unção com o santo óleo do crisma, sendo desta forma enviados ao mundo para testemunharem o Evangelho de Jesus Cristo em atos e palavras.

A expressão era de contentamento em todos os jovens e seus familiares.

Os cânticos estiveram a cargo dos Grupos Corais da Paróquia de Mangualde.

No final foram saudados por todos os presentes com uma salva de palmas.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 9 de 173