Calendário

<<  Setembro 2017  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
      1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Mapa

Coordenadas GPS:

40º36'21''N
7º45'57''W

Ver mapa aqui.

Entrada



Visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje525
mod_vvisit_counterOntem2815
mod_vvisit_counterEsta semana525
mod_vvisit_counterEste mês63506
mod_vvisit_counterTotal3665119
Visitors Counter 1.5
Intervenção Precoce
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
O que é

Intervenção Precoce na Infância

 

O Centro Social e Cultural da Paróquia de Mangualde, Instituição Particular de Solidariedade Social, tem acordo de cooperação para a resposta social de Intervenção Precoce na Infância (IPI), celebrado com o Instituto de Segurança Social – Centro Distrital de Viseu, em 01/11/2007.

No seguimento desta cooperação, a instituição disponibiliza uma Fisioterapeuta, uma Psicóloga e uma Técnica Superior de Serviço Social, que integram a equipa transdisciplinar. Esta equipa tem ainda na sua constituição: Educadores de Infância, Enfermeiros e Técnicos Superiores de serviço Social de outras entidades da comunidade.

A Equipa Local de Intervenção (ELI) de Mangualde abrange crianças/ famílias do concelho de Mangualde e Nelas.

 

O que é o Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância?

“(…) conjunto organizado de entidades institucionais e de natureza familiar, com vista a garantir condições de desenvolvimento das crianças com funções ou estruturas do corpo que limitam o crescimento pessoal, social, e a sua participação nas actividades típicas para a idade, bem como das crianças com risco grave de atraso no desenvolvimento. O SNIPI é desenvolvido através da actuação coordenada dos Ministérios do Trabalho e da Solidariedade Social, da Saúde e da Educação, com envolvimento das famílias e da comunidade.”

 

A que se destina?

“O SNIPI abrange crianças entre os 0 e os 6 anos, com alterações nas funções ou estruturas do corpo que limitam a participação nas actividades típicas para a respectiva idade e contexto social ou com risco grave de atraso de desenvolvimento, bem como as suas famílias.”


 Composição da Equipa Local de Intervenção de Mangualde?

A intervenção é realizada por uma equipa transdisciplinar composta por dois representantes do Ministério da Educação, dois enfermeiros, um fisioterapeuta, um psicólogo e um técnico superior de serviço social.

 

Quais os objectivos?

  • Assegurar às crianças a proteção dos seus direitos e o desenvolvimento das suas capacidades

  • Detetar e sinalizar todas as crianças com risco de alterações ou alterações nas funções e estruturas do corpo ou risco grave de atraso de desenvolvimento

  • Intervir em função das necessidades do contexto familiar de cada criança

  • Apoiar as famílias no acesso a serviços e recursos dos sistemas da segurança social, da saúde e da educação

  • Envolver a comunidade através da criação de mecanismos articulados de suporte social

 

Locais de Intervenção:

A intervenção é efetuada no contexto da criança e da família, podendo ser no domicílio, creche, jardim-de-infância, ama.

Contudo, para que seja dada uma melhor resposta na área das terapias, a intervenção pode também ser desenvolvida em sede de ELI.


 Sede da ELI:

A sede da ELI de Mangualde é no Centro Social e Cultural da Paróquia de Mangualde.



Sala da IPI onde são prestados os apoios:

Sala IPI Maio 2015 1Sala IPI Maio 2015 2














Sala IPI Maio 2015 4Sala IPI Maio 2015 5


 

 

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Mangualde

 

“Os primeiros contactos com a família em Intervenção Precoce na Infância”

 

“No dia 11 de Janeiro de 2013, realizou-se no Centro Paroquial de Mangualde, uma reflexão temática no âmbito da Intervenção Precoce na Infância (IPI). Esta ação que apelava à participação ativa de todos os participantes (em formato workshop) foi organizada pelo Núcleo de Supervisão Técnica do Distrito de Viseu (constituído por representantes da Segurança Social, da Educação e da Saúde) em colaboração com as Instituições com acordo de cooperação ao nível da IPI (ASSOL; APCV; Centro Social Cultural da Paróquia de Mangualde e Misericórdia de Penalva do Castelo).

A ação teve como destinatários os técnicos das Equipas Locais de Intervenção (ELI) e visava refletir em conjunto sobre as práticas das ELI ao nível dos primeiros contactos com uma família. Para tal suportámo-nos de um vídeo realizado pelos próprios elementos organizadores, onde a prática dos primeiros contactos era apresentada refletindo momentos de práticas adequadas e outros de práticas a melhorar. A partir deste instrumento os vários participantes puderam manifestar as suas opiniões, as suas realidades, as suas sugestões, etc.

Refletindo-se na avaliação realizada pelos participantes, podemos dizer que este momento de reflexão e partilha foi útil à melhoria das práticas das ELI pois permitiu retratar os vários passos por que a equipa deve passar antes de iniciar a reunião propriamente dita de modo a garantir as condições necessárias à receção de uma família que se vê confrontada com um serviço muitas vezes desconhecido e que só existe para a sua família porque algo de problemático se passa com a sua criança.

No apreço pelas famílias como elemento central da nossa intervenção, destacaram-se aspetos determinantes dos primeiros contactos como: a postura que os técnicos devem adotar perante a família; a abertura para negociar os apoios com a família; o respeito pela diferença e especificidade de cada família; o respeito pela privacidade da família; a clareza das informações a prestar; entre outros.

Estes momentos práticos de trabalho afiguram-se muito importantes para a melhoria das nossas práticas pelo que se seguirão outros momentos de reflexão, sobre outros temas importantes em IPI.”

 

Sofia Simões Ferreira

(Psicóloga da IPI - ASSOL)

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Mangualde

Síndrome de West

Síndrome de West é uma forma grave de epilepsia em crianças. O seu nome é uma homenagem ao médico inglês William James West (1793-1848) uma vez que foi ela o primeiro a descrever este síndrome, em 1841.

Existem diversas causas para a ocorrência deste Síndrome, geralmente é causado por disfunções orgânicas do cérebro cujas origens podem ser pré-natais, perinatais (causadas durante o nascimento) ou pós-natais.

Relativamente à causa do problema, o Síndrome de West pode dividir-se em dois grupos:

·         Criptogénio (quando a causa é desconhecida) – o lactente é normal até ao início dos espasmos, sem qualquer lesão cerebral detectável;

·         Sintomático (de causa conhecida) – há um prévio desenvolvimento neuropsicomotor anormal, alterações ao exame neurológico e/ ou lesões cerebrais identificadas por exames de imagem (tomografia computorizada, ressonância magnética, entre outros).

As crises são, maioritariamente, traduzidas por espasmos onde é comum a emissão de um grito. Cada crise dura alguns segundos, e em algumas situações são representadas apenas por flexão da cabeça. Estas crises podem chegar ou ultrapassar uma centena por dia.

As contracções são breves, maciças e simétricas, levando-se os membros superiores para a frente e para fora, flexionando os músculos do abdómen. Existe a possibilidade de remissão total de espasmos infantis considerados criptogéticos, mas não há confirmação que o mesmo ocorra para os casos mais graves associados a outras condições ou patologias neurológicas.

Nestas situações, caso sempre há uma perda de cunho neuropsíquico para a criança, e esta perda está na dependência da precocidade de diagnóstico e da intervenção aplicada. A criança com Síndrome de West apresenta complicações respiratórias devido aos frequentes espasmos e deformidades, sobretudo, nos membros superiores e inferiores.

 

 

In Wikipédia, a enciclopédia livre

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
O que é

Legislação da Intervenção Precoce na Infância

 

No mês de Outubro de 2009 foi publicada a nova legislação que passa a reger o serviço da Intervenção Precoce na Infância (IPI).

Decreto-Lei 281/09, de 6 de Outubro

 

 

As crianças/ famílias devem ser sinalizadas à Equipa Local de Intervenção de Mangualde - Concelho de Mangualde e Nelas, através do preenchimento da seguinte Ficha de Referenciação.

 

Ficha de Referenciação

 

 

Para que as crianças/ famílias sejam elegíveis para a IPI é necessário que as mesmas se enquadrem nos seguintes critérios.

 

Critérios de elegibilidade

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Mangualde

Avaliar em Parceria…

No dia 26 de Junho de 2009 realizou-se o Encontro das Equipas de Intervenção Directa do Distrito de Viseu no Auditório do ISS, IP – Centro Distrital de Viseu, onde a Equipa de Intervenção Directa – Intervenção Precoce na Infância de Mangualde participou com a apresentação “Avaliar em Parceria…”.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 Seguinte > Final >>

Página 1 de 3