Calendário

<<  Setembro 2017  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
      1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Mapa

Coordenadas GPS:

40º36'21''N
7º45'57''W

Ver mapa aqui.

Entrada



Visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje513
mod_vvisit_counterOntem2815
mod_vvisit_counterEsta semana513
mod_vvisit_counterEste mês63494
mod_vvisit_counterTotal3665107
Visitors Counter 1.5
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Paróquia de Mangualde

 

1 – Origens da Igreja de S. Julião de Azurara

            É de 1103 o documento mais antigo que refere a Igreja de S. Julião de Azurara.

            Consta numa carta de testamento que Pedro Sesnandes faz à Sé de Coimbra, na vacatura da Sé de Viseu, os bens que possuía, incluindo o mosteiro dedicado a S. Julião, junto ao Castelo de Zurara.

            Assim, a nossa Igreja Matriz é anterior à fundação da nacionalidade e teve origem num monasterium rural, possivelmente de meados do século XI.

            O templo e a paróquia passaram por muitas vicissitudes ao longo dos anos.

            Para já queremos destacar:

            1462 – D. Afonso V dá o padroado a Fernão Cabral.

            1496 – Confirmação do padroado a João Fernandes Cabral.

            1517 – A igreja de S. Julião – Comenda da Ordem de Cristo.

            1635 – O pintor António Vieira, de Lamego, faz o retábulo da capela-mor.

            1668/69 – Alteamento das paredes da igreja.

            1690 – Grandes obras de restauro da capela-mor.

            1712 – O retábulo da capela-mor ficou pronto, mas por dourar.

            1834 – Último enterramento na igreja.

            1838 – Em 26 de Fevereiro ruiu a frontaria da igreja, quebrando a pia baptismal gótica. Durou de 1841 a 1854 a sua reconstrução.

            1934 – Já com Mons. Monteiro, restauro da Igreja Matriz que tomou o aspecto actual.

            1992 a 2 de Setembro de 1995 – Grandes obras de restauro.

            Desde sempre, a Igreja Matriz foi o centro da paróquia, mudando para o Complexo Paroquial com a dedicação da Igreja por D. José Pedro da  Silva, Bispo de Viseu em 9 de Julho de 1987.

            As instalações do Complexo Paroquial foram inauguradas em 12 de Julho de 1987.

            O Padroeiro foi sempre S. Julião. O dia 9 de Janeiro era o “dia santo” da freguesia, com procissão e missa cantada. Não se sabe quando se deixou de solenizar o Santo Mártir.

          No entanto, em 1982, foram retomadas as comemorações na vigência da Equipa Sacerdotal da época – Monsenhor Cónego Manuel da Cruz Ferreira Monteiro, Pe. Dr. António Pinto Lobinho. Pe. Doutor Manuel da Rocha Felício e Pe. Dr. Manuel Gonçalves Fernandes.

 

2 – OS PÁROCOS

            É impossível apresentar uma lista completa, por falta de documentação da Idade Média. Mas nas Inquirições de D. Afonso III, de 1258, os párocos de S. Julião de Azurara são designados por clérigos. Nos finais do mesmo século são abades. No séc. XV, abades e reitores, e, a partir da época em que a igreja passou para a comenda da Ordem de Cristo, vigários ou reitores. Eis os nomes encontrados:

Séc. XIII – Marinho Gonçalves, Mendo Ermiges, Afonso Mendes, Salvador Peres, João, clérigo, Fernão Rodrigues, Martinho Eanes, Fernão Rodrigues, Martinho Martins, Fernão Roiz.

Séc. XV – João Fernandes, Álvaro de Almeida, Garcia Martins, Fernão Martins.

Séc. XVI – Rui Lopes, André Roiz, António Fernandes, Bastião Fernandes, Bartolomeu do Amaral, Belchior Monteiro d’ Amaral.

Séc. XVII – António de Almeida, António Nunes, Duarte Alves, Manuel Gomes, Cosme dias da Costa, António Mourinho d’ Almeida, Domingos de Sampaio de Amaral, Manuel de Sampaio, Filipe do Souto Tenreiro, Salvador Luís, Simão de Abrantes, António das Neves, Manuel Vicente Ferreira, Domingos Fernandes Homem, Vital de Almeida Faria.

Séc. XVIII – Manuel Roiz Caxilla.

 Manuel Marques Lobo, Vigário de São Julião, que em 15 de Agosto de 1724, dia de Nossa Senhora da Assunção, dia de festa grande  benzeu  a Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde.

 Miguel Mendes.

 Bento José Cardoso.

 Isidoro de S. Paio do Amaral.

José Rebelo de Mesquita, bacharel e comissário do Santo Ofício. Natural de Viseu.  Era o Vigário de S. Julião de Mangualde que, em 6 de Junho de 1758, respondeu ao questionário constante das Memórias Paroquiais.

Grande devoto de Santo António, mandou fazer em 1759, à sua custa, a Capela de S. António dos Cabaços, na serra do mesmo nome.

Foi no seu tempo que, em virtude da Igreja Matriz se encontrar arruinada, surgiu a ideia de se mandar construir uma nova igreja, no local onde hoje está o Complexo Paroquial.

Faleceu em 1 de Agosto de 1763 e sepultado na Igreja Matriz.

Rodrigo Cardoso de Távora, Vigário Encomendado, natural do lugar da Abrunhosa.

 Antão de Miranda Faria.

Manuel de Matos Carvalho, Vigário Encomendado, natural de Almeidinha.

 António Borges Moreira, Manuel Martins, João de Ornelas Rollim Abreu, Serafim Soares, Joaquim José de Seabra.

Séc. XIX – Bento José Pereira, Vigário Encomendado

José Joaquim de Araújo Pacheco, Vigário de São Julião, em 6 de Setembro de 1832 benzeu a nova Igreja de Nossa Senhora do Castelo e nela celebrou  a primeira missa. Teve como coadjutor o Padre António Ferreira.

 António Roiz (ou Rodrigues),Vigário Encomendado, natural da Cunha Baixa.

 José Gomes de Melo, Bernardino de Almeida Coito, António Joaquim da Silva, Francisco Osório Coutinho.

Bernardo José de Jesus de Oliveira Machado,Vigário Encomendado, natural de Mangualde.

António de Melo Cabral, Cónego, natural de Vila Cova de Tavares.

Manuel da Trindade, Coadjutor do Vigário António de Melo Cabral.

António Duarte Lopes, Coadjutor do Vigário António de Melo Cabral.

António Pessoa de Campos, Vigário, teve como Coadjutor o Pe.António Carvalho Matos.

António Carvalho de Matos, Vigário Encomendado, assina um termo do registo paroquial em  23/03/1888.

Manuel Marques Monteiro, natural de Abrunhosa do Mato, tomou posse em 29 de Novembro de 1888. “Vigário muito digno, ilustrado, bondoso e geralmente benquisto”, faleceu em princípios de Janeiro de 1904. Teve como coadjutores os

PP. António Carvalho de Matos e Bernardo José da Costa Amaral (Nasceu em Mangualde em 1874 e faleceu em 17 de Agosto de 1935. Foi abade de Quintela de Azurara).

 

Séc. XX – António Carvalho de Matos, vigário encomendado, de Maio de 1904 a Junho de 1908.

 

José Domingues de Gouveia Cabral, anterior pároco de Várzea de Tavares. De 1 de Julho de 1908 até Agosto de 1923. Teve como coadjutores:

Pe. João Lopes da Silva – Coadjutor de Janeiro a Outubro de 1911.

 

pe._vitorino_800x600Pe. Vitorino Marques – Coadjutor de Dezembro de 1911 a Julho de 1923. Nasceu em Cães de Cima, actualmente Santo Amaro de Azurara, Mangualde  aos 6 de Janeiro de 1886, sendo filho de Joaquim Marques e D. Maria Amália. Faleceu em 18 de Julho de 1923.

De Dezembro de 1915 a Julho de 1923 foi também pároco da Mesquitela, Mangualde.

 Segundo o Diário de Notícias de 22.07.1923 “o Pe. Vitorino durante a sua vida só soube praticar o bem, como bom filho, bom irmão e bom amigo”.

Pe. António Rodrigues de Almeida (à frente nomeado), coadjutor de Setembro a Outubro de 1923.

 

 

 Pe. António Rodrigues de Almeida, natural de Bordonhos, S. Pedro do Sul, ordenado em 1902, no Seminário de Santarém. Pároco de Outubro de 1923 até 4 de Novembro de 1931, quando faleceu, vítima de desastre, ao serviço da paróquia, no Hospital da Universidade de Coimbra.

 

 

padrePe. Júlio Lopes Norte. Filho de Joaquim Lopes Norte e D. Maria  Augusta Frutuoso Norte, nasceu na Cunha Baixa em 7.04.1903.

 Vigário Encarregado de 19 de Outubro de 1931 a 3 de Fevereiro de 1932.

Depois foi Pároco de Quintela de Azurara - Mangualde, Oliveira do Conde – Carregal do Sal, Moledo - Castro Daire, Reigoso e Destriz- Oliveira de Frades e Fornos de Maceira Dão- Mangualde. Foi capelão do Hospital de Santa Casa da Misericórdia de  Mangualde na década de 60.

Faleceu em 5.03.1976 e está sepultado na Cunha Baixa.

 

 

 

cng._manuel_monteiro_cor_800x600Manuel da Cruz Ferreira Monteiro (Monsenhor). Cónego capitular da Sé de Viseu. Vigário e arcipreste de Mangualde. Natural da Aldeia da Igreja, freguesia de Senhorim, concelho de Nelas, nasceu em 13 de Março de 1906, sendo filho de Manuel Ferreira Monteiro e D. Albertina de Jesus Ferreira. Ordenado presbítero em 25 de Maio de 1929, na Sé de Viseu, permaneceu durante três anos como prefeito e professor no Seminário onde se formara. Nomeado pároco de Mangualde por D. José da Cruz Moreira Pinto, tomou posse em 29 de Janeiro de 1932.

 Muito piedoso e culto, clarividente e justo, generoso e conciliador, tinha as qualidades próprias do verdadeiro pastor de almas. Uma das suas primeiras iniciativas foi a remodelação da igreja matriz.

Jubilado em 14 de Janeiro de 1990.

 Teve os seguintes coadjutores:

Pe. Ilídio Bento da Cunha – De Março de 1933 a Dezembro de 1934;

Pe. Rui Nunes Ferreira – De Janeiro de 1935 a Janeiro de 1936;

Pe. Adelino Lopes Nogueira – De Setembro de 1936 a Julho de 1937;

Pe. Agostinho Esteves da Silva – De Fevereiro de 1940 a Março de 1947;

Pe. Ezio Maria Imoli – De Novembro de 1947 a Junho de 1948;                

 

 

padre_fernando_santos   Pe. Fernando da Rocha Santos – Nasceu em 2.02.1924, em Arcozelo, S. Pedro do Sul, filho de Domingos dos

   Santos e D. Maria de Jesus Rocha.

   Ordenação presbiteral em 06.10.1946 no Seminário de S. José – Fornos de Algodres, onde foi   Professor de

    Português – 1946 -48. 1ª missa – 13.10.1946.

   Frequentou a Faculdade de Psicologia da Universidade de Salamanca e a Faculdade de Direito da Universidade

   de Lisboa.

   Coadjutor em Mangualde de Fevereiro de 1949 a Fevereiro de 1950.

Professor de Português no Colégio da Via-Sacra – Viseu.

Foi Pároco de Abraveses, Capelão do Sanatório durante 14 anos, e  pároco de Santar.

Reside na Casa Paroquial de Santar.

 

 

pe._eugnio_800x600_2Pe. Eugénio Duarte Henriques de Sousa. Nasceu em Campia, Vouzela, aos 11.03.1931,

Sendo filho de José Duarte Henriques de Sousa e D. Maria de Jesus Duarte.

Ordenado presbítero por D. José da Cruz Moreira Pinto, Bispo de Viseu, em 19.12.1954, em frente da Capela da Senhora do Desterro, no Largo Dr. Couto, Mangualde.

Prefeito e Professor de Geografia no Colégio da Via Sacra – Viseu,  em 1953/54.

Coadjutor em Mangualde de Dezembro de 1954 a Outubro de 1966.

Foi Professor de Latim e Grego nos Colégios de S. José e Santa Maria.

Foi Pároco de Castelo de Penalva de Outubro de 1966 a Outubro de 1967,  e   Pároco de Santiago de Besteiros , Tondela, até 2013. Reside no Centro Pastoral Diocesano - Viseu. 

 Pe. António Pinto Lobinho – Coadjutor de Outubro de 1966 a Agosto de 1973.

Pe. Manuel Gonçalves Fernandes – Coadjutor de Outubro de 1970 a Agosto de 1973.

O acontecimento mais importante da longa carreira sacerdotal de Monsenhor Monteiro foi, sem dúvida, a construção do magnífico Complexo Paroquial, solenemente inaugurado em 12 de Julho de 1987. A Igreja Paroquial foi dedicada por D. José Pedro da Silva, Bispo de Viseu, em 9 de Julho do mesmo ano.

É uma obra sem par na diocese e uma das mais importantes existentes no país.

Para a concretização da grandiosa iniciativa, muito esforço despendeu a devotada Equipa Sacerdotal de então, constituída pelos

Pe. António Pinto Lobinho (adiante mencionado).

 

 

 

pe._fernandes_800x600Pe. Manuel Gonçalves Fernandes. Nasceu em Sejães, Oliveira de Frades, aos 23 de Agosto de 1946, sendo filho de José Fernandes da Silva e D. Palmira Gonçalves da Silva. Frequentou os Seminários Dioceses e foi Ordenado Presbítero em 23.07.1970, na Sé de Viseu. Licenciado em Ciências Catequéticas, pelo Instituto Superior S. Pio X, de Madrid, da Faculdade de Teologia da Universidade de Salamanca.

Foi coadjutor de Outubro de 1970 até Agosto de 1973, data a partir da qual integra,  como pároco adjunto, a equipa sacerdotal. Deixa Mangualde em finais de Junho de 1989, por ter sido nomeado pároco de Couto do Mosteiro, Santa Comba Dão, acumulando as funções de Secretário Diocesano da Catequese. Actualmente é pároco de Oliveira de Frades, São Vicente de Lafões e Souto de Lafões. É Vigário Episcopal da Zona Pastoral de Lafões.  

 

 

 

d._m._felicio_800x600D. Manuel da Rocha Felício. Nasceu em Mamouros, Castro Daire, aos 6 de Novembro de 1947, sendo filho de Augusto Ferreira Felício e D. Josefina de Jesus Rocha. Frequentou os Seminários de Fornos de Algodres e Viseu.

Ordenação presbiteral em 21 de Outubro de 1973, na Igreja Matriz de Mangualde.

Como pároco adjunto, foi membro de equipa sacerdotal da Paróquia de Mangualde: De Outubro de 1973 a Setembro de 1988.  Concluiu a licenciatura em Teologia em Junho de 1975 e o Doutoramento em 6 de Julho de 2000, na Faculdade de Teologia da Universidade Católica.

Nomeação episcopal: 21.10.2002, para Auxiliar de Lisboa, com o título de Aquae Flaviae. Ordenação episcopal: 15.12.2002, na Sé de Viseu.

Bispo coadjutor de Guarda: 21 de Dezembro de 2004. Tomada de posse: 16 de Janeiro de 2005.

Bispo da Guarda desde 1 de Dezembro de 2005.

 

 

 

pe._lobinho_800x600Pe. António Pinto Lobinho. Nasceu em 15 de Fevereiro de 1944, em Alva, Castro Daire, sendo filho de Manuel d’ Almeida Lobinho e D. Deolinda Pinto. Frequentou o Seminários de Fornos de Algodres e Viseu. Foi ordenado padre na Sé de Viseu a 23 de Julho de 1966 e nomeado coadjutor do Revº Cónego Monteiro a 28 de Outubro de 1966.

Licenciou-se em Teologia Pastoral em Madrid.

Como pároco adjunto, foi membro da equipa sacerdotal de Mangualde de Outubro de 1970 a Janeiro de 1990.

Pároco de Mangualde desde 14 de Janeiro de 1990 até 2 de Novembro de 2007, data em que faleceu, em desastre de viação, quando regressava da sua terra natal.

 

 

                                                     

 Pe.Ermelindo-1 800x600                       

    Pe. Ermelindo Cardoso Ramos

    Nasceu em 2 de Julho de 1954, em Ferreira de Aves, sendo filho de Artur Ramos e D. Maria do Espírito Santo.

    Frequentou os Seminários Diocesanos e terminou a sua Licenciatura em Teologia, na Universidade Católica,no ano

    de 1988/89.

    Foi professor de EMRC na Escola Secundária de Mangualde no ano de 1988/89.

    Ordenado presbítero em 22 de Janeiro de 1989, na sua terra natal. Foi coadjutor de Setembro de 1988 a Agosto de 1989.

    Foi  pároco de Avelal, Decermilo, Romãs e Vila Longa.

 Atualmente pároco de Matela e Sezures. Diretor do Serviço de Peregrinações.

 

 

 

pe_800x600_800x600Pe. José Marcelino Pereira. Nasceu em 15 de Julho de 1964, em Vila Nova da Rainha, Tondela, sendo filho de António Pereira e D. Conceição Pereira. Fez os seus estudos liceais no Colégio de Tondela e, mais tarde, no Seminário Maior de Viseu. Concluído o curso teológico em Junho de 1988, entrou ao serviço da paróquia de Mangualde, onde fez o seu estágio pastoral. Ordenado diácono a 8 de Dezembro de 1988, na Sé de Viseu. A ordenação sacerdotal foi, na sua terra natal, em 30 de Julho de 1989.

Coadjutor na paróquia em 1 de Agosto de 1989.

Foi Professor de EMRC na Escola Secundária de Mangualde, Capelão do Hospital e, mais tarde, do Centro de Saúde de Mangualde. 

Em Julho de 1994 é nomeado pároco in solidum com o Pe. Lobinho.

Em 16.08.2007, com a tomada de posse como Pároco de Vouzela, Cambra e  Carvalhal de Vermilhas, deixa Mangualde.

Capelão Militar da Brigada de Intervenção de Coimbra e do RI 14 de Viseu.

 

                                      

                     

MAG 5127 800x600  Cón. Jorge Alberto da Silva Seixas. Cónego capitular da Sé de Viseu desde 02.02.2006.

 Nasceu em Lourenço Marques, Moçambique, aos 27 de Outubro de 1967, sendo filho de Claudino Rodrigues 

 Seixas e D. Maria Madalena Marques da Silva.

 Frequentou os Seminários de Fornos de Algodres e Viseu de Outubro de 1977 a Junho de 1990.

 Ordenado: Diácono na Sé de Viseu em 8 de Dezembro de 1991; e

 Presbítero em Lordosa aos 8 de Novembro de 1992.

 Licenciatura em Teologia: 1999-2000.

 Prefeito e Professor no Seminário de S. José em Fornos de Algodres: 1991-97.

 Professor de EMRC na Escola C+S de Fornos de Algodres: 1995-97.

 Foi pároco de Carvalhal de Vermilhas, Cambra, Vouzela e Alcofra até Setembro de 2007. Arcipreste de Vouzela de 1998 a 2007.

Professor de Liturgia da Escola Diocesana de Viseu (EDEC): 2007 e 2009.

Membro do Conselho Presbiteral da Diocese de Viseu desde 2008.

Membro do Secretariado Diocesano da Pastoral Litúrgica desde 1990.

Membro do Serviço Nacional de Música Sacra desde 1995.

Responsável Diocesano da Música Sacra e Litúrgica e Bandas desde 2004.

Professor de História da Música no Instituto de Teologia Beiras-Douro:2004-06. Retomou funções como Professor de Formação Musical no ano lectivo 2009/2010.

Foi colaborador da Rádio Vouzela e do Jornal”Notícias de Vouzela”até 2007.

É colaborador do “Jornal da Beira” desde 2002 e do Jornal “Notícias da Beira” desde 2007.

Professor de Teologia da Universidade Sénior de Mangualde desde 2008.

Tomada de posse, em 16 de Setembro de 2007, como Pároco de Mangualde in solidum.

Pároco desde 2 de Novembro de 2007.

É Vigário Episcopal da Zona da Beira Alta e Vigário Episcopal do Património Religioso, Bens Culturais e Lugares Santos, desde 8 de Setembro de 2008.

 

 

  Pe. Jorge Miguel Tavares Gomesjorge_foto_800x600

  Nasceu aos 27 de Janeiro de 1980 em Arcozelo das Maias, concelho de Oliveira de Frades, filho  de Arménio de Jesus Martins

  Gomes e D. Rosa Maria Tavares da Cruz Martins Gomes.

  Frequentou a instrução primária de 1986 a 1990. Do 5º ao 9º anos frequentou a Escola C+S de Oliveira de Frades de 1990 a 1996.

  De Setembro de 1996 a 2000 esteve no Seminário das Missões em Viseu, como seminarista interno, onde frequentou na Escola 

  Secundária de Emídio Navarro do 10º ao 12º ano.

  De Setembro de 2001 a Julho de 2002 esteve no Seminário das Missões na Maia, frequentando o 1º ano da Faculdade de

  Teologia da U.C.P. no Porto.

  De Setembro de 2002 a 2009 frequentou o Seminário Maior de Viseu, onde fez também os seus estudos superiores.

  Ao longo destes anos, no Seminário Maior, também ministrou serviço na Catequese nas Paróquias da cidade de Viseu, Santa Maria e São José. Estagiou aos Sábados e Domingos na Paróquia de Sátão, no ano 2007/2008, acompanhado pelo Cónego Manuel Moreira Matos, e nas Paróquias de Torredeita, Boa Aldeia, Farminhão, Couto de Cima e Couto de Baixo no ano 2008/2009 acompanhado pelos Padre António Santiago e Padre António Carlos.

Desde o dia 3 de Outubro de 2009 estagia na Paróquia de Mangualde, sob a orientação do Revº Cónego Jorge Alberto da Silva Seixas, até ao dia da sua Oedenação Presbiteral.

Ordenação Presbiteral em 27 de Junho de 2010.  Desde 18 e 19 de Setembro de 2010 Pároco de Coruche, Gradiz, Pinheiro de Aguiar, Sequeiros e Souto  de Aguiar e Vigário Paroquial de Aguiar da Beira, no Arciprestado de Aguiar da Beira. 

 

                                                       

 101_1866_-_cpia_800x600  Pe. Lino Alberto Pereira Loureiro

   Nasceu aos 11 de Outubro de 1983 em Gandufe, freguesia e paróquia de Espinho, concelho de Mangualde. Filho de António

   Maria Santos Loureiro e de D. Maria de Lurdes Jesus Pereira .

   Frequentou o 5º e o 6º anos na escola básica em Mangualde nos anos 1996/1998, e ao mesmo tempo participou nalguns

   encontros do pré-seminário.

   De Setembro de 1998 a 2004 frequentou o Seminário Menor de Fornos de Algodres onde esteve do 7º ao 12º anos.

   De Setembro de 2004 a 2010 frequentou o Seminário Maior de Viseu, onde fez os seus estudos superiores.

   Ao longo destes anos, no Seminário Maior, esteve ao serviço na Catequese das Paróquias da cidade de Viseu, Santa Maria

   e São José.

  Estagiou aos Sábados e Domingos nas Paróquias de São Salvador e Viso, no ano 2008/2009, acompanhado pelo Padres, Armando Esteves e o Nuno Almeida e na Paróquia de Canas de Senhorim, no ano 2009/2010 acompanhado pelo Padre Nuno Santos.

Desde o dia 1 de Outubro de 2010 estagia na Paróquia de Mangualde, sob a orientação do Revº Cónego Jorge Alberto da Silva Seixas, até ao dia da sua Ordenação Presbiteral.

No dia 6 de Fevereiro de 2011, foi ordenado Diácono na Sé de Viseu.

Em 26 de Junho de 2011 foi ordenado presbitero, na Sé Catedral de Viseu, pelo Bispo D. Ilidio Pinto Leandro.

Em 25 de julho  de 2011 foi nomeado Vigário Paroquial das Paróquias de Abrunhosa-a-Velha, Chãs de Tavares, S. João da Fresta, Travanca de Tavares e Várzea de Tavares. 

 

 

 

 Foto Pe Sergio  Pe. Sérgio Miguel Tavares de Pinho

   Nasceu em 01/10/1987, na Paróquia da Junqueira, concelho de Vale de Cambra, distrito de Aveiro e diocese 

   de Viseu, arciprestado de Oliveira de Frades.  

   Filho de Manuel José Martins de Pinho e D. Maria Isabel Tavares Lajes.

   Entrou para o Seminário Menor de S. José em Fornos de Algodres em Setembro de 1999 onde completou o 

   12º ano. Em Setembro de 2005 entrou no Seminário Maior de Nossa Senhora da Esperança em Viseu.

   Estagiou na Paróquia de Mangualde, sob a direção do Rev. Cónego Jorge Seixas de 04/10/2011 a 30/06/2012.

   Ordenado Diácono na Sé Catedral de Viseu, em 18/12/2011, pelo Exmº. e Reverendíssimo D. Ilídio Pinto

    Leandro. 

   Ordenação presbiteral em 01/07/2012, na Sé Catedral de Viseu, por D. Ilídio Leandro, Bispo de Viseu.   

Em 23 de Julho foi nomeado Pároco de Vilar de Besteiros, Mosteiro de Fráguas e Silvares.                     

 

 

 

 

 1 Diácono Permanente Manuel António Madeira Vaz

  Nasceu em Mangualde a 7 de Janeiro de 1949, filho de Manuel Vaz e D. Maria Amélia Madeira.

  É casado com D. Maria de Fátima Silva Almeida Vaz e tem 2 filhos.

  Foi funcionário da Citroen Mangualde.

  Em Junho de 2012 terminou, com aproveitamento, a licenciatura em Ciências Religiosas, na Faculdade

  de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, em sistema de e-learning.

Foi ordenado diácono permanente por D. Ilídio Pinho Leandro, na Sé Catedral de Viseu, em 22 de Julho de 2012.

Nomeado para realizar funções ao nível dos Seminários Menor e Maior, como ecónomo das Instituições; em celebrações na Sé de Viseu exercerá o seu ministério alternando com os outros nove diáconos ordenados no mesmo dia; prestará serviço na Fundação do Jornal da Beira e no Conselho Económico da Diocese; por fim, auxiliará os sacerdotes do arciprestado de Mangualde, de modo particular o pároco de Mangualde, com quem terá uma maior corresponsabilidade.

 

 

 

 

Nota: Actualizado em 12/02/2014

 

 

 

 

 

 

 

 

New layer...

New layer...