S. Julião
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde

Calendário

<<  Julho 2015  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
    1  2  3  4  5
  6  7  8  9101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Mapa

Coordenadas GPS:

40º36'21''N
7º45'57''W

Ver mapa aqui.

Entrada



Visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje222
mod_vvisit_counterOntem655
mod_vvisit_counterEsta semana4820
mod_vvisit_counterEste mês3070
mod_vvisit_counterTotal2643756
Visitors Counter 1.5
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Centro de Dia - Actividades

Câmara promoveu Passeio

aos utentes do Centro Social

CAM03537 800x600

CAM03445 800x600 CAM03447 800x600

A Câmara Municipal de Mangualde, promoveu um passeio no âmbito do Projeto "Andanças Seniores", que decorreu no dia 30 de Junho. Aveiro, Ílhavo e Vagos foi o local escolhido e contou com a presença da Vereadora Dra. Maria José.

CAM03455 800x600 CAM03459 800x600

Foi num clima de satisfação que cerca de cinquenta idosos, das três valências da instituição, participaram neste passeio, onde a animação esteve ao rubro.

CAM03480 800x600

O nosso bem-haja ao Sr. Presidente Dr. João Azevedo por ter proporcionado momentos de convívio e boa disposição aos nossos utentes.

 

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
ATL - Actividades

Festa do CATL

No passado dia 20 de junho, realizamos a nossa festa.

ATL 002 800x600

 Abriu a festa o Presidente da Instituição Rev Cónego Jorge Seixas, dirigindo palavras de acolhimento a estas 76 crianças, bem como a seus pais e familiares e à educadora responsável Paula Rolo, professoras e auxiliares que durante este ano letivo prepararam a Festa com atividades que desenvolveram nas AEC.

ATL 036 800x600

ATL 061 800x600

ATL 084 800x600

Foi o reiniciar de uma tradição, que já não se realizava há mais de 15 anos.

Este ano foi possível com a colaboração das professoras das AEC (Inglês, Atividade Física e expressões artísticas) e com a professora de dança do IAM e a mestre de Karaté, com quem temos parceria, foi possível fazer uma festa onde reinou a alegria e a boa disposição.

Depois houve um lanche partilhado no salão de festas.

Foi um dia especial, principalmente para os nossos finalistas, que vão agora iniciar um novo ciclo da sua vida, mas que levam desta casa boas recordações dos anos que aqui passaram.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
ATL - Actividades

Passeio do CATL

Como é habitual, fomos no dia 26 de junho (sexta-feira) passear.

20150626nova 2 173716 800x600

Este ano fomos a Gouveia visitar o Parque Ecológico, onde vimos vários animais, javalis, pavões, tartarugas, cães da Serra da Estrela, veados, muitas espécies de aves e muito mais.

Fomos depois almoçar ao Parque da Cidade de Seia.

Às 14h00 era o momento, mais esperado andar de comboio, para ir visitar o Museu do Pão.

A viagem foi muito “fixe” e no museu parecia que estávamos num conto de fadas, tínhamos duendos e tudo.

Também fizemos uma “bolacha” de recordação.

Depois viemos lanchar à Senhora dos Verdes e brincar no parque.

Foi um dia “bestial”, que queremos repetir para o ano que vem.

Boas Férias, para todos.

 

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

HOMILIA DO 13º DOMINGO COMUM (ANO B)

A liturgia deste domingo coloca-nos diante da morte, de uma realidade que nos perturba. Todos temos vontade de viver, de ser felizes, mas tudo tem um fim e o nosso fim é a morte. Porém, hoje não pensemos na morte como um “ponto final”, porque perante a realidade da morte, Jesus recupera a vida a quem a perdeu. A leitura do Livro da Sabedoria prepara-nos para o texto evangélico: diz claramente que “não foi Deus quem fez a morte”. Portanto, Deus quer que o homem e a mulher vivam, não quer a morte, porque os fez à sua imagem e semelhança. Assim, temos a certeza de que a morte não tem a última palavra, porque foi vencida por Jesus Cristo com a sua morte e ressurreição. Nós não acreditamos num Deus de mortos mas de vivos; somos discípulos do Crucificado e também do Ressuscitado: Emanuel, Deus-Connosco.

O texto do evangelho diz-nos que um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo, vai ter com Jesus para pedir a cura da sua filha que está a morrer. Enquanto vão a caminho da sua casa, uma mulher que tinha um fluxo de sangue há doze anos tocou no manto de Jesus e ficou curada. Ele disse à mulher: “Minha filha, a tua fé te salvou”. Ainda Ele falava, quando vieram dizer a Jairo que a sua filha tinha morrido. Jesus conforta o chefe da sinagoga, afirmando: “Não temas; basta que tenhas fé”. Quando chegou a sua casa, Jesus entrou no lugar onde jazia a menina, pegou-lhe na mão e disse: “Talitha Kum”, que significa: “Menina, Eu te ordeno: levanta-te”. Jesus recuperou a vida desta menina e todos ficaram cheios de alegria. No domingo passado, Jesus acalmava a tempestade no mar; neste domingo, apresenta-se como senhor e libertador da enfermidade e da morte. E só com um toque! O contacto de Jesus Cristo cura-nos e salva-nos. Para ser curados da doença e da morte, é necessário que sejamos tocados por Jesus, como a filha de Jairo, ou que nós o toquemos com fé e confiança como a mulher do fluxo de sangue.

Primeira ideia deste domingo: Deus fez-se homem para estar em contacto connosco. Deus desceu até nós para nos tocar e para nós o tocarmos. Deus quer tocar a humanidade e curá-la, porque estava ferida pelo pecado que mata. Toda a vida pública de Jesus consistiu em tocar os homens e as mulheres com a sua Palavra confortadora, com o seu gesto e olhar misericordioso e com os seus milagres.

Segunda ideia deste domingo: através do Evangelho, sabemos que nem todos souberam tocar Jesus e não se deixaram tocar por Jesus. Os sumos-sacerdotes, os escribas e os fariseus iam ter com Ele, mas não deixaram que a força salvadora de Cristo entrasse neles e os curasse da sua soberba e orgulho. Outros quiseram tocar Jesus só por curiosidade ou conveniência e também não se salvaram. Mas também sabemos que muitos se aproximaram de Cristo com fé e confiança, como Jairo e aquela mulher com um fluxo de sangue. E o que aconteceu? Foram curados e recuperaram a vida.

Terceira ideia deste domingo: Hoje, como e onde podemos tocar Cristo e ser tocados por Ele e, assim, ser curados? Hoje, podemos tocar Cristo nos sacramentos, na nossa família, nos nossos irmãos com dificuldades! Na Eucaristia, tocamos no Pão da Vida que nos alimenta e santifica. Na confissão, tocamos em Cristo Médico que nos perdoa, nos anima e cura as chagas que o pecado deixou em nós. Tocamos Cristo quando, pelo Matrimónio, abençoa a vida conjugal de um casal, quando unge um homem, fazendo dele um sacerdote. Este toque ainda é mais visível quando o sacerdote derrama o óleo santo na testa e nas mãos do doente. Hoje, tocamos em Cristo nos nossos irmãos necessitados, através da nossa caridade misericordiosa, atenta e generosa, e sem preconceitos. Podemos tocar Cristo naqueles que estão à nossa volta (esposa, marido, filhos, amigos e vizinhos…) com um sorriso, uma palavra amável, um gesto e com o perdão.

Se quisermos ser curados, toquemos com fé o manto de Jesus. Tantas vezes vamos perdendo a nossa vida com hemorragias não de sangue, mas de interesses, de indiferença, de faltas de respeito, de falar mal dos outros e condená-los, de aparências, de poder e de dinheiro. Que Jesus nos toque com a sua graça divina e nos cure para que possamos levar o toque divino aos nossos irmãos.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Centro de Dia - Actividades

Festejámos o São João

CAM03385 800x600

Junho é o mês dos Santos populares com festas e arraiais por todo o país e o nosso centro não é excepção, também festejou conforme manda a tradição.

CAM03388 800x600  CAM03414 800x600

No dia 24 festejámos o S. João, com missa celebrada pelo Senhor Cónego Seixas e o Sr. Padre Nuno Azevedo, com a presença dos utentes das três valências (centro de dia, lar e apoio domiciliário).

No final da missa tivemos o nosso almoço.

Da parte da tarde tivemos as nossas marchas com as crianças da sala dos cinco anos.

CAM03423 800x600

CAM03425 800x600

Os utentes demonstraram grande entusiasmo quando a música começou a tocar, não faltaram os arcos nem a boa disposição entre todos.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 1 de 118