S. Julião
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde

Calendário

<<  Novembro 2014  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
       1  2
  3  4  5  6  7  8  9
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Mapa

Coordenadas GPS:

40º36'21''N
7º45'57''W

Ver mapa aqui.

Entrada



Visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje378
mod_vvisit_counterOntem2403
mod_vvisit_counterEsta semana13228
mod_vvisit_counterEste mês41462
mod_vvisit_counterTotal2278200
Visitors Counter 1.5
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

HOMILIA DO 33º DOMINGO COMUM (ANO A)

Estamos quase a terminar o ano litúrgico. Encerrá-lo-emos no próximo domingo com a solenidade de Cristo-Rei. Como é normal, em todos os anos, a liturgia da Igreja situa-nos nestas últimas semanas diante do futuro da humanidade, diante da segunda vinda de Jesus, no fim dos tempos. Convida-nos a viver o tempo presente, olhando para a meta, para o fim dos tempos (visão escatológica da história). No evangelho, Jesus evita dar informações precisas sobre o fim do mundo (data, circunstâncias, resultados…). Jesus não veio para satisfazer a nossa curiosidade ou acalmar as nossas angústias, mas para nos ensinar a viver voltados para Deus. É verdade! Jesus ensina-nos uma nova maneira de viver neste mundo que é, ao mesmo tempo, transitório e necessário. Porque é transitório não podemos dar ao que aqui fazemos um valor definitivo (viver com ganância o momento presente da nossa vida e nada mais). E porque é um tempo necessário, como tempo de prova e de crescimento humano, temos de valorizar todas as realidades deste mundo. que são um dom de Deus para vivermos em liberdade e autonomia.

 

Continuar...
 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Jardim de Infância - Actividades

Dia de São Martinho no Jardim de Infância

do Complexo Paroquial de Mangualde

 

Diz o provérbio: No dia de S. Martinho (11/11): lume, castanhas e vinho.

DSCF9278 800x600

 O Dia de São Martinho é celebrado a 11 de novembro e manda a tradição que neste dia se faça o magusto.

As crianças do Jardim de Infância do Complexo Paroquial de Mangualde, apesar do tempo não ajudar muito (frio e chuva) quiseram manter a tradição.

DSCF9280 800x600 DSCF9290 800x600

O grande assador com as castanhas fez as delicias destas crianças, uns ajudavam a assar as castanhas, outros saboreavam o “quentinho” e davam vivas ao São Martinho e os mais pequeninos da creche, olhavam através da janela a brincadeira dos seus amiguinhos.

DSCF9293 800x600 DSCF9294 800x600

Por norma, na véspera e no Dia de São Martinho o tempo melhora e o sol aparece. Este acontecimento é conhecido como o Verão de São Martinho, mas este ano o Verão de São Martinho antecipou-se e as crianças tiveram pouco tempo para o magusto ao ar livre. A chuva veio e tiveram de recolher ao refeitório para o lanche programado às suas idades, não faltando as castanhas.

A História de São Martinho, para uns já era conhecida, mas para outros foi uma novidade despertando atenção e a curiosidade de como se pode ajudar o próximo mesmo com o pouco que cada um possa ter, como relata a História de São Martinho.

“Quando era ainda jovem soldado [São Martinho], encontrou na estrada um pobre entorpecido e trémulo de frio. Pegou no seu manto e, cortando-o em dois com a espada, deu metade àquele homem. Nessa noite apareceu-lhe Jesus em sonho, sorridente, envolvido naquele mesmo manto”.

Todas as crianças gostaram da história. Que a moral desta história o amor ao próximo, seja uma marca para as suas vidas.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

FORMAÇÃO DE ADULTOS 2014 800x600

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

HOMILIA DA DEDICAÇÃO DA BASÍLICA DE LATRÃO

(9 de Novembro)

Todos os anos, no dia 9 de Novembro, a Igreja latina celebra a Festa da Dedicação da Basílica de Latrão. É uma festa que destaca o amor à Igreja e a unidade ao Papa. O Papa é o Bispo de Roma. A Basílica de Latrão é uma das igrejas cristãs mais antigas e é a catedral do Papa. É a Igreja mais antiga de Roma. Por isso, é chamada “Mãe e cabeça de todas as igrejas da cidade e do mundo”. Quando o dia 9 de Novembro coincide com o domingo, esta festa tem prevalência sobre a celebração do respectivo domingo comum. Porquê? Porque o dia do Senhor é também o dia da Igreja. O domingo não é uma festa local mas é o dia da universalidade e da unidade de todas as comunidades cristãs espalhadas pelo mundo. Roma não é somente uma cidade bela e monumental e um centro de peregrinações. Ela é o “vínculo sacramental perene”, desejado pelo Senhor, acima de todas as mudanças e acontecimentos históricos. Ela é o lugar do testemunho e da profissão de fé. Tudo o que Roma contém e significa (o Coliseu, as basílicas, as catacumbas, os cemitérios, os túmulos dos Apóstolos, o Vaticano…), leva-nos ao que S. Inácio de Loyola chamava “sentir com a Igreja”. As leituras deste domingo fazem referência ao “templo” cristão, com os seus três aspectos importantes.

 

Continuar...
 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Retiro Espiritual e de Formação

dos Catequistas

Nos passados dias 18 e 19 de outubro um grupo de catequistas de Mangualde participaram num retiro.

CIMG1629 800x600

A escolha destes dias não foi de forma alguma inocente pois no do 18 é celebrado o dia mundial das Missões.

Também o ser catequista é uma Missão, e muito embora todos os Batizados sejam ou devam ser missionários, é na entrega diária de anunciar Cristo que se verifica o ponto mais alto do ser catequista.

Foi um grupo muito diversificado de pessoas, de várias aldeias e zonas de Mangualde e de diversas profissões de tal forma que entre empregados de balcão, agricultores, cabeleireiros, engenheiros, professores, doutores e reformados havia de tudo um pouco, mas, e isso é que é verdadeiramente importante, todos eles sem dúvida são pessoas que amam a Deus e aos Irmãos, assumindo o verdadeiro Evangelho de “ … ide e ensinai …”.

Saímos de Mangualde pelas 14,30 horas do dia 18 num autocarro que nos levou ao Convento de S. João Batista onde chegámos por volta das 15,30 horas.

Foi feita a distribuição dos quartos e foi afixado o horário das atividades durante o retiro.

CIMG1 800x600 CIMG1550 800x600

 

CIMG1561 800x600 CIMG1563 800x600

CIMG1576 800x600Às 16,30 horas deu-se início ao primeiro tema da formação. Este tema foi como que uma forma de acolhimento, ao mesmo tempo que relembra a todos e a cada um o que é “ SER CATEQUISTA “.

A elaboração deste tema e apresentação ficou a cargo do Pedro Cruz, que com o seu jeito calmo e ponderado foi passando os powerpoint’s explicando e esclarecendo todos provocando a espaços a intervenção e interação dos presentes.

O segundo tema iniciou-se às 17,45horas foi preparado e apresentado pelo Paulo Elvas e no seguimento do anterior focou a “ A FORMA DE ESTAR DO CATEQUISTA NA VIDA E NA SOCIEDADE “ e o “ QUE ENSINA O CATEQUISTA “.

O Paulo tomou a iniciativa de nos provocar com dinâmicas que apelaram de forma muito intensa à nossa criatividade, chamando a atenção para a necessidade de mudança de paradigma, pois, se a sociedade mudou e os jovens e crianças mudaram, também nós temos que mudar, passando a abordar os assuntos de uma forma DIFERENTE.

Um pouco antes das 21 horas tivemos as gratas e sempre desejadas presenças do seminarista, Paulo Vicente e do nosso Cónego Seixas, que presidiu à “ ADORAÇÃO ao SANTISSIMO “.

Esta hora de Adoração é um momento onde todos ultrapassamos o rezar e orar é em boa verdade um momento de intimidade pessoal com Deus em que o nosso Cónego com a sua retórica nos leva a embalar num caminho que a todos parece que a presença de Deus ali e agora é real sendo neste momento que cada um de nós partilha com Deus os seus mais secretos segredos.

Depois da Adoração seguiu-se um pequeno convívio entre todos onde não faltou chá, bolos, vinho do porto, jeropiga e chocolate.

Depois de uma noite bem passada, todo o mundo se levantou muito cedo pois teríamos que estar na Capela pelas 8 horas, e participar na oração das Laudes juntamente com todas as Irmãs do Convento.

Penso que, para muitos dos catequistas, foi a primeira vez que rezaram a LITURGIA DAS HORAS e pelo que me foi dito por muitos deles com grande satisfação.

DSCN0582 800x600

DSCN0589 800x600

Às 9,30horas, a CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA foi presidida por um Sacerdote Belga que trabalha numa paróquia alemã, e, como era dia das Missões, ele brindou-nos com a leitura de parte da carta do Santo Padre Francisco para os Missionários. Deixo aqui da parte dos catequistas de Mangualde um muito obrigado ao Sr. Padre por este momento maravilhoso.

Pelas 11 horas, o último tema que foi apresentado pelo Diácono Vaz e, que como não podia deixar de ser, abordava aquilo que se ensina e como se ensina ou deve ensinar na catequese: “ CRISTO “, não um Cristo que esteve no mundo mas o CRISTO HOJE presente em todos os momentos da vida.

CIMG1609 800x600  nova 800x600

CIMG1636 800x600

Já com a presença do nosso Cónego e do seminarista que almoçaram connosco, saímos do Convento pelas 14,30 horas do dia 19 e com um pequeno contratempo, a que hoje até acho graça, penso que fruto de alguém que quis brincar com os catequistas, mas todos nós conscientes da nossa posição na sociedade desvalorizamos ou mesmo ignoramos, dirigimo-nos a Fornos de Algodres para uma visita ao Seminário Menor, onde o nosso Cónego foi aluno e mais tarde professor.

CIMG1635 800x600 CIMG1640 800x600

 

CIMG1651 800x600

Lanchámos no jardim do Seminário Menor de Fornos de Algodres e regressámos a Mangualde por volta das 19 horas.

Não me sentiria bem comigo próprio se não aproveitasse este momento para deixar alguns agradecimentos públicos;

Às Irmãs que tão bem nos receberam e acarinharam.

Ao Pedro Cruz e ao Paulo Elvas pela forma maravilhosa como das suas apresentações, dizer-vos que os catequistas ficaram, todos sem exceção, muito agradados com os temas por vós apresentados. Dizer-vos ainda que não será fácil livrarem-se de futuros pedidos para outras atividades.

A todos os catequistas um sentido e sincero Bem-Haja por terem assumido a Missão para que Deus vos escolheu.

nova 2 800x600

O catequista tenta imitar Cristo e falar DELE às crianças e jovens. Por aqui vos deixo uma última mensagem; “ APRENDE DE DEUS E ENSINA AQUILO EM QUE ACREDITAS” só assim serás verdadeiramente feliz.

Diácono Manuel Vaz

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 1 de 99