S. Julião
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde
  • Paróquia de Mangualde

Calendário

<<  Novembro 2017  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
    1  2  3  4  5
  6  7  8  9101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Mapa

Coordenadas GPS:

40º36'21''N
7º45'57''W

Ver mapa aqui.

Entrada



Visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje61
mod_vvisit_counterOntem2940
mod_vvisit_counterEsta semana12572
mod_vvisit_counterEste mês48382
mod_vvisit_counterTotal3788031
Visitors Counter 1.5
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Reunião da Catequese

No dia 10 de novembro, às 21h00, realizou-se no Auditório do Complexo Paroquial de Mangualde a primeira reunião do Ano Pastoral 2017/2018 para pais/responsáveis de todos os jovens da catequese.

IMG 0434 800x600

O Rev. Pe. Manuel Rocha, Pároco de Mangualde e Coordenador Geral da Catequese saudou os presentes e deu a conhecer algumas mudanças pontuais que já começaram como aconteceu com a realização da “Festa do Acolhimento” e outras que se avizinham.

Festas da Catequese -1 800x600

Apresentou a equipa de catequese que irá trabalhar com ele ao longo do ano, sendo esta constituída por um responsável por cada ano. Apresentou também as datas das Festas da Catequese que irão decorrer ao longo do ano ficando apenas o Crisma por confirmar visto ser agendado pelo Sr. Bispo.

Lançou também um desafio aos pais, que cada família crie um berço de Natal, dando largas à imaginação. Os trabalhos realizados serão expostos depois do Natal.

Ficou o convite a participarem e acompanharem os filhos nas diversas atividades.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Festa de acolhimento

na Paróquia de Mangualde

IMG 0091 800x600

 No dia 29 de outubro a Paroquia de Mangualde celebrou a Festa do Acolhimento para as crianças do 1º ano na missa das 11h00.

 A celebração eucarística foi presidida pelo Pároco, Padre Manuel Rocha que juntamente com as catequistas deram as boas vindas às 73 crianças que iniciaram este ano o seu percurso Catequético.

IMG 9884 800x600

IMG 9865 800x600

IMG 9872 800x600

IMG 9880 - Cópia 800x600

O Rev. Pe. Rocha pediu a uma criança do grupo São Julião, Coração de Maria, Francisco Marto e Jacinta Marto que colocassem simbolicamente a fotografia do respetivo grupo no “Coração de Jesus” que estava junto ao altar e cada grupo teve direito a uma grande salva de palmas.

Seguidamente chamou-as até ele e explicou-lhe que têm um grande amigo, Jesus.

IMG 0076 800x600 As crianças ouviram-no com atenção e ficaram um pouco inquietas com algumas questões: “… será que sou capaz de amar Jesus sem amar os meus irmãos ?...

Daqui levaram uma grande lição. A maneira de como amar a Deus e de sermos amigos uns dos outros. Que Jesus seja a alegria do nosso coração.

Com grande entusiasmo entoaram vários cânticos orientados pelos Grupos Corais da Paróquia de entre os quais: “ Conta, conta, conta comigo Senhor, conta…” que as crianças lá foram aprendendo com a ajuda do Sr. Padre.

IMG 0104 800x600

Durante a comunhão o Pároco abençoou estas crianças uma a uma, pois este ano estão a dar os seus primeiros passos na fé cristã.

Os pais e a Comunidade Paroquial testemunharam a alegria das crianças e saíram todos muito bem dispostos com a festa celebrada.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Encerramento do Centenário das Aparições de Fátima no Arciprestado da Beira Alta

DSC03321 800x600

No dia 13 de outubro, pelas 21h00, realizou-se em Mangualde o encerramento do Centenário das Aparições de Fátima.

DSC03323 800x600

DSC03322 800x600

 De 13 de maio a 13 de outubro o Arciprestado da Beira Alta assinalou o dia 13 de cada mês nas Capelas dedicadas à Nossa Senhora, como Ela pediu …que venhais todos os meses.

 No dia 13 de outubro muitos foram os fiéis que dos quatro concelhos que integram o Arciprestado da Beira Alta, Fornos de Algodres, Mangualde, Nelas e Penalva do Castelo, participaram neste momento de fé.

DSC03325 800x600

DSC03327 800x600          DSC03335 800x600

 

IMG 9801 800x600

IMG 9804 800x600

Concentraram-se no Largo Dr. Couto, em frente à Câmara Municipal onde se encontrava a Imagem de Nossa Senhora de Fátima, seguindo em procissão com recitação do terço e meditação da sexta aparição de Nossa Senhora em Fátima, com o lema: “Não ofendais mais a Nosso Senhor que já esta muito ofendido”.

IMG 9826 800x600

      Estiveram presentes quase todos os sacerdotes pertencentes ao arciprestado, numa celebração presidida pelo arcipreste Padre Nuno Azevedo, que apelou para que a mensagem de Fátima não fosse encerrada com o findar do centenário, que continue nas nossas paróquias, nas nossas casas, onde quer que estejamos.

IMG 9866 800x600

IMG 9862 800x600

IMG 9850 800x600 IMG 9882 800x600

Na Igreja Paroquial, repleta de fiéis, a Eucaristia foi encerrada com a Oração Jubilar de Consagração e com a entrega de um ramo de rosas brancas por cada concelho que compõe este Arciprestado.

IMG 9896 800x600

Os fiéis aplaudiram nossa Senhora, Rainha de Portugal e Rainha Universal.

IMG 9901 800x600

No final a comunidade cantou os parabéns ao Rev. Pe. Jorge Luís que neste dia comemorava o 15º aniversário da sua ordenação sacerdotal.

IMG 9903 800x600 

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Nota do Pastor

Sejamos dignos da Criação!

“... somos um Povo que se autodestrói, deixando queimar a natureza

e destruir os bens da criação...”

    

    O que se tem passado, em Portugal, apresenta-nos como um Povo incapaz de se governar e de preservar a sua história e as suas ricas tradições. Somos um Povo envelhecido, sem capacidade de renovação e somos um Povo que se autodestrói, deixando queimar a natureza e destruir os bens da criação. Parece que se interiorizaram, em todos nós, os sentimentos da ‘inevitabilidade da desgraça’, da ‘pouca sorte’ e do ‘azar’: há a época dos fogos, a época dos acidentes nas estradas, a época das cheias, a época das secas, etc. etc. Agora, parece que aceitamos como inevitável que, com as florestas, ardam as aldeias, as casas… E até parece inevitável e natural a morte de dezenas e dezenas de pessoas…

Importa acordar e recuperar as capacidades de superação dos limites que as sereias, mal-intencionadas, nos querem impor aos nossos sonhos de esperança e de libertação para a construção de um futuro melhor!

Precisamos de receber, com alegria e gratidão, de usar, com parcimónia e respeito e de transmitir, melhorando e enriquecendo, os bens que recebemos dos nossos Maiores e são dons da Natureza e nos são entregues e confiados pelo Seu Criador e Senhor.

Por isso, cantando o Hino que, tantas vezes, nos une e empolga, precisamos de lutar ‘contra todos os canhões’ e, na esperança, confiante, solidária e ativa, ‘marchar, marchar’…

Solidarizo-me com todas as famílias e pessoas que sofrem, neste momento, as consequências dos terríveis acidentes provocados pelo fogo. De uma forma especial, estou unido, em oração e em saudade, a todas as pessoas que faleceram. Para todas elas, peço ao Senhor da Misericórdia o bom acolhimento na Sua Casa paterna.

Também, para todas as famílias e pessoas que sofrem quaisquer perdas, a minha unidade próxima, na confiança ativa e na esperança reconciliadora, convidando a que todos sejamos solidários, generosos e ativos nas necessárias e urgentes soluções.

De todos aqueles que são responsáveis – ativos ou passivos – por todas estas calamidades e suas consequências, espera-se e exige-se a necessária, justa, positiva e proporcional compensação.

Bispo Ilídio

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Tomada de posse dos Párocos

da Unidade Pastoral

de Mangualde, Cunha Alta, Cunha Baixa, Freixiosa, Mesquitela e Quintela de Azurara

IMG 9345 800x600

“Estamos num tempo de renovação de toda a Igreja, nomeadamente, da nossa diocese de Viseu.”

novaIMG 9384 800x600 

No dia 17 de setembro, teve lugar na Igreja Paroquial de Mangualde, na missa das 11h00, a tomada de posse dos padres Manuel António da Rocha Fontes Santos e Paulo Jorge Figueiredo Domingues. Estava prevista também a presença do Pe. António Edson Bantim Oliveira, vindo do Brasil, mas devido a questões burocráticas não foi possível.

IMG 9417 800x600

      Estes sacerdotes assumiram in solidium (solidariamente) a Unidade Pastoral a ser constituída pelas paróquias de Mangualde, Cunha Alta, Cunha Baixa, Freixiosa, Mesquitela e Quintela de Azurara.

IMG 9352 800x600

IMG 9379 800x600

IMG 9370 800x600

A Igreja Paroquial encheu-se para receber os seus pastores que, assim, iniciam uma nova caminhada pastoral nas seis paróquias.

Marcaram presença, neste dia, familiares, amigos e muitos paroquianos que lhes deram as boas vindas.

A tomada de posse foi presidida pelo Sr. Bispo de Viseu, D. Ilídio Pinto Leandro. Concelebrou o Pe. Nuno Azevedo, Arcipreste da Beira Alta e exerceu o ministério diaconal o Diácono Permanente Manuel Vaz. Vários acólitos, entre os quais o seminarista Francisco Ferreira, também tomaram parte na celebração.

IMG 9339 800x600

D. Ilídio saudou todos os presentes, os órgãos da paróquia de Mangualde e das paróquias que fazem parte desta Unidade Pastoral e de uma maneira particular os três padres que neste dia tomavam posse, embora um deles ainda não estivesse presente.

O Senhor Bispo começou por saudar os sacerdotes presentes que iam tomar posse como também o Pe. Nuno Azevedo, Arcipreste e natural desta Paróquia.

O Pe. António Edson, que vem da Diocese do Crato, Brasil para trabalhar na nossa Diocese, tomará posse logo que seja possível.

Estas seis paróquias são convidadas a viver e a trabalhar como uma Unidade Pastoral sendo o Pe. Manuel António da Rocha o Moderador.

“Estamos num tempo de renovação de toda a Igreja, nomeadamente da nossa diocese de Viseu”, referiu o Sr. Bispo, que continuou, dizendo: “aplicando o Sínodo Diocesano, ouvindo e seguindo o Papa Francisco e apostando em novas formas de comunhão, participação e corresponsabilidade, seremos a Igreja que Jesus Cristo quer, assistida pelo Espírito Santo e marcada pelos valores que os Actos dos Apóstolos inspiram e que o Vaticano II desejou e deseja”.

“O Sínodo diocesano desafiou-nos a apostar nesta vertente pastoral muito concreta, que são as Unidades Pastorais, com comunidades mais próximas e em interação, envolvendo-nos na corresponsabilidade de todos os batizados para a reconstrução justa, bela e feliz do mundo como espaço e templo de salvação”.

“Acredito – referiu ainda o Sr. Bispo - que esta experiência poderá dar mais vida em termos de renovação e participação a estas seis paróquias, acentuando, inovando e reforçando a ação pastoral que até agora e nestes últimos tempos foi implementada pelos Padres Jorge Seixas, João Leão, Miguel Abreu, António Cunha e Carlos Monge. A eles, os meus agradecimentos pelo bem que fizeram.”

No momento em que os Sacerdotes assinavam o termo de posse, o Sr. Bispo desafiou a assembleia a manifestar-lhes o seu acolhimento através de uma calorosa salva de palmas, o que aconteceu de forma muito efusiva.

IMG 9397 800x600

O Sr. António Santos, Ministro da Comunhão e Membro do Conselho Pastoral, em nome de todos os paroquianos das seis paróquias, também dirigiu algumas palavras ao Sr. Bispo e aos novos Párocos.

IMG 9399 800x600

De forma simbólica, foram também entregues as chaves das Igrejas, por representantes de cada uma das seis paróquias.

novaIMG 9422 800x600

 No final o Rev. Pe. Manuel Rocha dirigiu-se à comunidade, começando por cumprimentar as entidades oficiais presentes, o Conselho Económico de todas as paróquias representadas, o Povo de Deus, os seus familiares e amigos presentes.

Agradeceu ao Sr. Bispo o facto de lhes confiar esta missão, uma missão grande, mas que estava certo de que com a ajuda de Deus a levariam a bom porto. Proferiu também uma palavra de reconhecimento e gratidão a todos os colegas sacerdotes que estiveram a trabalhar nestas paróquias.

Deu, ainda, uma palavra de incentivo e de motivação a todas as paróquias dizendo: “Vamos iniciar esta caminhada. Ela não está feita, está só a começar, vamos ter oportunidade de nos conhecermos, de trabalharmos em conjunto, de irmos percebendo o que é uma Unidade Pastoral que, neste momento, poderá causar alguma perplexidade. Tudo será feito com muita serenidade e com muita paz. Creio que é fundamental que entre todos haja um diálogo muito intenso e muito profícuo; só dialogando, seremos capazes de nos conhecermos e irmos procurando deixar de lado as nossas certezas, os nossos saberes absolutos e fazer como Jesus dizia hoje no evangelho: “sermos mais fraternos ”.

“O desafio que o Sr. Bispo lança a estas seis paróquias é um desafio que está a ser lançado a toda a diocese a partir do Sínodo Diocesano. Num primeiro momento irei estar mais entregue à Paróquia de Mangualde, o Pe. Paulo Domingues às Paróquias de Cunha Baixa e Mesquitela e o Pe. António Edson às Paróquias de Quintela, Cunha Alta e Freixiosa. Iremos entre todos colaborar pastoralmente, realizando algumas acções de formação sobre o que são as Unidades Pastorais ou outras que vierem a ser agendadas. Só depois, e com todos, poderemos avançar. Fundamentalmente precisamos abrir-nos ao Espírito Santo para perceber qual a vontade de Deus”.

“Ao nível da Diocese estes próximos dois anos pastorais serão dedicados à família, com o lema: “Família, berço de Deus para a humanidade”. Estou convencido se tivermos boas famílias, estas Comunidades Paroquiais poderão ser «família de famílias», como lembra o Papa Francisco na Exortação «A Alegria do Amor» . Se não tivermos boas famílias, será difícil construirmos o que quer que seja. O casal que não aposte na relação, não está a trabalhar para o seu matrimónio.”

“Faço-vos um pedido neste início da nossa caminhada conjunta e é a de que aceitem as minhas limitações, as minhas fragilidades, que me ajudem a crescer convosco. Para vós sou o vosso pároco, mas convosco sou cristão e quero caminhar convosco. Vamos todos juntos procurar qual é a vontade de Deus, vamos trabalhar em conjunto para que de uma forma clara e bonita possa acontecer Evangelho, um evangelho vivo, atuante e sempre desafiante. Que Senhor nos ajude a construir este caminho e a construirmos esta Unidade Pastoral, se for essa a Sua vontade.”

A assembleia anuiu a estas palavras com uma grande salva de palmas.

IMG 9425 800x600

Seguidamente usou da palavra o Pe. Paulo Domingues.

Começou por agradecer a presença de todos e depois disse: “Quero viver convosco, partilhar a minha vida, quero viver o lema que escolhi para a minha ordenação: “Assim como eu fiz, fazei vós também”. Se nós vivermos, fizermos as nossas ações no dia a dia, como Deus fez, faremos a sua vontade e a sua vontade estará sempre, em primeiro lugar.”

“Ama e faz o que quiseres, - continuou -. Se conseguirmos amar de todo o coração, certamente faremos o que Ele deseja para todos nós, aqui e agora, neste tempo desafiante, nesta nova missão.”

E uma grande salva de palmas ecoou novamente em toda a Igreja, felicitando estes novos Párocos que vão trabalhar com estas comunidades.

Os grupos corais da paróquia de Mangualde dinamizaram de forma muito bela a celebração.

Coube ao Sr. Diácono Permanente, Manuel António Vaz ler a ata que marca a tomada de posse de mais uma etapa na vida destas paróquias.

No final, os fiéis felicitaram os seus novos pastores.

Aos novos párocos e seus familiares, o Conselho Económico ofereceu um almoço que foi servido no Centro Social.

A todos damos as boas vindas.

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 1 de 169